HOME
SOBRE A CAMILLA
SERVIÇOS
BLOG
CONTATO

Sal na comida pode fazer mal?

Hoje vamos conversar sobre os assuntos envolvidos na resposta para uma dúvida muito comum: sal na comida pode fazer mal?

A base para conseguir responder essa pergunta de forma satisfatória é equilíbrio. É certo que muitos nem querem comer comida sem sal, que já virou sinônimo de “sem gosto”, mas alguns cuidados precisam ser levados em consideração. Como muitos fatores na vida, o excesso de sal na comida pode fazer mal.

O que é sal?

Começamos corrigindo algumas confusões que são muito naturais. Existe sódio, existe sal e existe o sal de cozinha.

Na química, o sal é definido como uma combinação de substâncias provindas da reação de um ácido com uma base.

O que chamamos de “sal de cozinha” ou “sal comum” é uma dessas substâncias do sal, o cloreto de sódio.

Já o sódio, é um mineral presente em diversos tipos de alimentos (inclusive doces), que atua em várias funções do nosso organismo.

Sal na comida pode fazer mal: mesa com diversos vegetais, peixes, frangos e carne.

Por que precisamos de sal?

O nosso organismo precisa de sal, mas o único problema desse composto é a quantidade, pois o excesso de sal sobrecarrega os rins, podendo elevar a pressão arterial, mas quando utilizado na quantidade correta não há problemas.

Consumido moderadamente, conseguimos manter a regulagem ideal dos nutrientes e água que as células precisam; o organismo fica mais equilibrado.

Quanto pode?

A confusão começa nas informações. Geralmente, os alimentos trazem a quantidade de sódio e não de sal, sendo que 2 gramas de sódio correspondem a 5 gramas de sal: essa é a quantidade de consumo diário recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde). No Brasil, acredita-se que a média diária seja de 12 gramas de sal por dia, o que representa mais do que o dobro indicado pela OMS.

Definitivamente a nossa média de sal na comida pode ser muito prejudicial à saúde. Crianças e idosos devem prestar ainda mais atenção e reduzir o consumo. É importante buscar orientação profissional sobre nutrição clínica funcional para saber equilibrar corretamente a alimentação.

Como controlar?

E como medir a quantidade de sal que estamos ingerindo? Comece com os alimentos industrializados, todos trazem a quantidade de sódio contida.

Tenha em mente que até a pitada de sal na salada faz diferença. O ideal é colocar essa pitada numa colher medidora para ter uma ideia de quanto você ingere de sal e sódio.

O que acontece quando o consumo é excessivo?

Nossos rins são os responsáveis pela filtragem e excreção do sódio. Quando consumimos sódio em excesso, os rins ficam sobrecarregados, pressionados; assim seu funcionamento pode ficar comprometido.

Quando consumimos muito sódio, ele acaba “sugando” a água de nossas células, retendo líquido demais e fazendo o trabalho dos vasos sanguíneos ficar mais difícil. Isso pode causar elevação da pressão arterial, na grande maioria dos casos.

Doenças renais crônicas são, em sua maioria, consequência de pressão arterial elevada.

Sal na comida é necessário?

Não só o sal na comida pode fazer mal, como também não é necessário. A obtenção da quantidade de sódio que precisamos pode acontecer dos próprios alimentos que ingerimos. Alimentos como carnes, peixes e ovos podem nos oferecer o sódio.

Sal na comida pode fazer mal: jovem correndo no parque.

Mas existe uma outra questão a ser considerada: o iodo.

O sal de cozinha é enriquecido com iodo, isso é exigido por lei devido ao baixo consumo de iodo; esse sim, em falta no organismo pode causar danos mais graves.

Comida sem gosto

Pode ser que o problema para você não seja reduzir a quantidade de sal, mas sim comer “comida sem gosto”. Nessa hora, vamos colocar a criatividade em ação e tirar proveito de tudo que, além de saudável, também nos ajuda a deixar a comida mais gostosa.

Começamos com o básico: cebola e alho. Essa combinação tão tradicional na culinária brasileira também é benéfica! A cebola ajuda a regular a circulação sanguínea e o alho tem ação hipotensora.

A pimenta, na dose certa, também pode trazer benefícios. Facilita a digestão, melhora o sistema imunológico e até elimina algumas bactérias prejudiciais ao organismo. Sua variedade permite muitas combinações saborosas.

O limão também é um excelente tempero. Em saladas e peixes produz sabor agradável e ainda facilita a digestão.

A lista é enorme, há quem goste de manjericão, alecrim, coentro, salsinha, hortelã. A natureza nos oferece uma infinidade de oportunidades gastronômicas, é só experimentar!

Saudável e equilibrado.

Falando mais de equilíbrio, confira os artigos sobre a importância de uma alimentação saudável e qual a cor do seu prato. Alimentação saudável pode ser prazerosa, equilibrada e, por que não, surpreendente? Experimente, invente, inove na sua alimentação. Você só corre o risco de gostar!

Sal na comida pode fazer mal? Sim! Existem maneiras de contornar isso? Várias! É só você querer.




Agende uma consulta

Cuidar da alimentação é essencial para ter uma vida mais saudável e feliz, agende uma consulta informando os seus dados no formulário abaixo que entraremos em contato para verificar o melhor dia e horário.

ENVIAR
Foto da Camilla Baffa Nutricionista agendando uma consulta.




Logo da Nutricionista Camilla Baffa



CONTATO
CAMILLABAFFA@OUTLOOK.COM

TELEFONES
(11) 2574-4443
(11) 98738-7876 (WHATSAPP)

ENDEREÇO
RUA CAYOWAÁ, 1071 - CONJ. 112
PERDIZES
SÃO PAULO - SP
CEP 05018-001

ASSINE NOSSA NEWSLETTER:
ENVIAR
© 2019 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Linking Sites.
Whatsapp da Camilla Baffa
Fale com a Camilla